Caprichar na iluminação faz diferença na hora de deixar a casa aconchegante

Um dos elementos mais envolventes da decoração, a iluminação é fundamental para dar o clima certo a cada tipo de ambiente. Seja dentro de casa ou em áreas comerciais, o uso correto da luz interfere, e muito, na dinâmica dos espaços.14674085

A iluminação está ligada ao nosso metabolismo e influencia diretamente na nossa qualidade de vida.

Arandelas, abajures, luminárias pendentes, de mesa e de piso ou luzes embutidas ou em trilhos viram elementos de design, sendo incorporados à decoração. Saber quando escolher cada tipo é importante para extrair o melhor de cada peça e garantir que a beleza não se sobreponha à funcionalidade.

Entender as necessidades do cliente e os tipos de tarefas que serão executadas em cada espaço é fundamental, pois cada momento exige um tipo distinto de luz

Por onde começar088_Iluminacao01

O ponto de partida de qualquer projeto luminotécnico é a escolha dos tipos de lâmpadas. Os quatro mais comuns em áreas residenciais são: incandescentes comuns, halógenas, fluorescentes e LEDs. O que diferencia cada uma é a temperatura, medida em graus Kelvin, que vão de um espectro amarelado (menor Kelvin), ideal para momentos de relaxamento, a uma luz branco-azulada (maior Kelvin), melhor em áreas que precisam de luz neutra e que reflita a cor real dos objetos, como cozinhas ou escritórios.

Em ambientes residenciais, a temperaturas de cor entre 2 e 3 mil Kelvin, que é o famoso branco quente, nos proporcionam uma luz mais aconchegante.

Em áreas de trabalho,  optem pela luz entre 5 e 6 mil Kelvin -também chamado de branco frio.

Relax merecido

14182375_BkCdb

No quarto principal e nas áreas de descanso, o ideal é uma iluminação indireta. Uma forma simples de executar é colocar lâmpadas de baixa intensidade em pontos estratégicos. Abajures com cúpula, dispostos em cada lado da cama, garantem conforto para a hora da leitura individual.

Arandelas são uma boa opção, com sua luz suave e pontual. Como no quarto a cama é o elemento principal, não é indicado o uso de luzes diretas, que incidam sobre os olhos das pessoas quando estiverem deitadas, ofuscando ou atrapalhando o momento prévio ao sono.

Se o ambiente for de um tamanho maior, tire partido de luminárias decorativas em coluna, dispostas em cantos. As opções de chão articuláveis podem ser dispostas de forma a refletir a luz em paredes ou pontos específicos. No closet, abra mão do conforto das luzes amarelas e instale lâmpadas fluorescentes ou LED 6 mil Kelvin, para garantir a claridade necessária na hora de visualizar as peças e escolher as roupas. Uma opção é embutir luzes em um recorte de gesso no teto, ou até mesmo iluminando indiretamente áreas do armário.

Na hora do convívio

8e9e9641109e62a7c8ead31d477fca44

Nas salas de estar e jantar, o importante é criar diferentes níveis de iluminação, utilizando luminárias de mesa, chão e pendentes. Isso agrega contraste aos ambientes, elemento fundamental na hora de decorar espaços tão dinâmicos e multifuncionais. Evidenciar elementos da marcenaria, como prateleiras que recebem luz embutida, ou a mesa de centro e de jantar com um lustre baixo e de luz quente, funciona bem. A ideia é que a iluminação desses espaços seja versátil.

Coloque luminárias de chão ao lado do sofá: elas ajudam a iluminar e não atrapalham na hora de ver televisão. No teto, use spots com luz voltadas para pontos específicos da decoração, como obras de arte ou painéis. Arandelas com lâmpadas amarelas e saídas duplas de luz nas paredes podem funcionar, se os espaços forem mais amplos.

Na sala de jantar, a luz saindo de uma sanca cria uma iluminação indireta que chega a todo o ambiente de forma agradável. Se o pé direito for muito alto, um pendente com uma lâmpada mais forte ajuda a criar um ponto de luz focado para as refeições.

A vez da luz branca

3

Quando se trata da cozinhas, é importante usar lâmpadas fluorescentes, que não criam sombras e permitem melhor visualização do que está sendo executado. Para evitar o aspecto frio deste tipo de iluminação, embutir as luzes em sancas garante que o ambiente seja iluminado de forma mais uniforme e aconchegante. Lâmpadas dicroicas podem ter o foco direcionado para bancadas, prateleiras ou armários, incluindo mais uma camada de luz nos espaços. Já em banheiros e lavabos, a função da luz fria é ampliar o espaço.

Aliar às lâmpadas o uso de espelhos com iluminação frontal, como de camarins, e uma arandela de cada lado, funciona para anular as sombras e garante uma maquiagem perfeita. Se quiser incluir alguma luminária, opte por modelos de design mais hermético, como as de caixa de acrílico, que escondem as lâmpadas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s